Your browser does not support JavaScript!
Navigate Up
Sign In
Skip Navigation LinksANSR > Notícias > Segurança Rodoviária em destaque na SIC Notícias

Notícias

Segurança Rodoviária em destaque na SIC Notícias

Publicada em 01-08-2022 12:00
​O número de mortes nas estradas em Portugal tem diminuído em contraciclo com a União Europeia, por outro lado o número de acidentes continua a aumentar.
 
Para analisar e comentar estes dados, a SIC Notícias convidou Ana Tomaz, Vice-Presidente da ANSR, no passado dia 31 de julho.
 
Referindo que o “número de mortos e feridos graves, o resultado dos acidentes rodoviários tem vindo a diminuir, não na proporção que gostaríamos, já que o único número aceitável seria zero mortos e zero feridos graves”.
Lembrou que “apesar do progresso que Portugal fez, ainda estamos longe, cerca de 24% acima da média da União Europeia. Há 25 anos, em número de vítimas por milhão de habitantes, tínhamos o dobro da União Europeia”.
 
Segundo Ana Tomaz, “há hoje uma grande mudança de cultura, melhores infraestruturas, os veículos estão melhores. O combate à sinistralidade rodoviária tem de ser feito de forma holística, olhando para o sistema rodoviário no seu todo”. Salientou que o “grande investimento que o país fez em boas infraestruturas rodoviárias permitiu esta redução de vítimas mortais nos últimos 25 anos, permitiu salvar 24 mil vidas”. Tornar as estradas “mais tolerantes, que perdoem os nossos erros. Por o foco em quem projeta o sistema, que tem uma grande responsabilidade nesta matéria, já que nós, o ser humano, o utilizador do sistema comete erros. Há ainda uma perceção errada da sociedade, que as consequências de um acidente rodoviário são inevitáveis, mas não, elas são evitáveis, temos de trabalhar, em campanhas sim, mas há uma responsabilidade dos gestores das infraestruturas para que elas em primeira instância evitem o erro, mas se o erro não poder ser evitado evitar uma consequência pior, ou seja uma pessoa morrer ou ficar gravemente ferida”, concluiu a Ana Tomaz.

Veja a entrevista aqui.